Jetibá Online
Rádio Jetibá Online

11 de Julho de 2020 | Santa Maria de Jetibá, ES

Busque no Jetibá Online:



Notícias

Como economizar combustível ao dirigir
Publicado 11 de fevereiro de 2020

O sobe e desce do preço dos combustíveis não têm facilitado a vida dos consumidores. Como muitas pessoas dependem do carro, é difícil fugir dos postos e da temida conta do abastecimento. Mas se não dá para deixar de encher o tanque, existem algumas dicas que podem ajudar a economizar. Gilberto Pose, especialista em combustíveis da Raízen, licenciada da marca Shell, ensina pequenos “truques” que podem fazer uma grande diferença no consumo do seu veículo.

 

hqdefault

 

 

Dirija corretamente

 

Pode parecer bobagem, mas a forma como cada motorista dirige influencia (e muito) no consumo de combustível. Se, por exemplo, você está acostumado com a famosa “banguela”, quando o condutor anda com o carro no ponto morto, saiba que este hábito não ajuda a economizar combustível, mas aumenta as chances de um acidente. “Hoje, a maioria dos carros possui injeção eletrônica, que controla automaticamente a quantidade de combustível que o carro precisa. Ou seja, em descidas, a injeção eletrônica percebe que não há necessidade de uma grande quantidade de gasolina ou etanol para o veículo rodar, e vai reduzir o consumo”, explica Pose. “Além de não influenciar no consumo, o grande perigo da banguela é que o motorista não tem controle do veículo, principalmente caso algum imprevisto aconteça, como passar em um buraco na pista, o que pode causar um acidente”. Nas subidas, a dica é acelerar no início para evitar uma aceleração maior no meio da elevação.

 

Saber o momento certo para a troca de marchas também ajuda a reduzir o consumo de combustível. “O manual do proprietário indica quando trocar a marcha conforme a rotação do motor, e é interessante aprender a ouvir o motor para saber o momento ideal. Uma marcha errada pode aumentar o consumo de combustível em até 30%”, indica Pose. Prolongar uma marcha e forçar o motor também contribui para um maior consumo de combustível.

 

Se você tem o pé pesado, saiba que dirigir em alta velocidade é um desperdício de combustível. Dirigir com velocidade acima de 90km/h também pede maior gasto de combustível, já que o carro precisa vencer a resistência aerodinâmica. Com isso, o consumo aumenta 30%, em média. Arrancadas e freadas bruscas também exigem mais gasolina ou etanol, além de forçar o motor e diversos componentes. “Dirija sempre de forma prudente e respeitando os limites de velocidade, não só pelo consumo de combustível, mas para segurança de todos”, alerta Pose.

 

 

Excesso de peso

 

A conta é simples. Para cada 50kg extras no carro, o aumento do consumo de combustível é de cerca de 1%. Por isso, se quiser economizar, tire tudo o que não for necessário. Isso inclui acessórios do veículo, como rack, frisos e engate. “Alguns acessórios alteram a aerodinâmica do veículo e podem aumentar a resistência do ar e, consequentemente, do consumo de combustível”, alerta Pose.

 

2b274faa-b2ad-4729-be9d-ce18f823b398

 

 

Fique atento à qualidade do combustível

 

Preste atenção aos postos de abastecimento! Combustíveis adulterados podem virar uma grande dor de cabeça para o proprietário, além de um prejuízo enorme. A Agência Nacional do Petróleo autoriza a adição de 27% de etanol anidro nas gasolinas comum e aditivada, e de 25% nas gasolinas premium. Qualquer quantidade acima do permitido pode reduzir o desempenho do carro e aumentar o consumo do motor. “A ANP exige que todos os postos tenham material e equipe treinada para realizar testes de qualidade da gasolina. Qualquer cliente pode exigir essa prova na hora do abastecimento, principalmente se tiver dúvidas sobre a qualidade do combustível”, explica Pose.

 

O teste é simples e gratuito. Em uma proveta de 100ml, o frentista deve adicionar 50ml de gasolina e 50ml de uma solução feita de água e sal de cozinha. Depois de misturado, o etanol que estava na gasolina é transferido para a água. Após um repouso de 15 minutos, fica visível a separação dos líquidos, com a gasolina na parte superior da proveta. O correto é que o líquido branco, resultante da mistura de água, sal e etanol, preencha um volume de 63ml. Se o volume for superior a este, a gasolina foi adulterada.

 

Outra dica do especialista é optar sempre que possível pelos combustíveis aditivados. O abastecimento constante ajuda a manter os componentes do motor livres de impurezas e mais lubrificado. Com o tempo, o acúmulo natural de detritos da queima do combustível no motor e o atrito entre as partes pode reduzir o desempenho do carro e aumentar o consumo. “Nos postos Shell, oferecemos os combustíveis aditivados Shell V-Power que, além de limpar e proteger, possuem a tecnologia Dynaflex, que melhora o rendimento e performance do motor”, explica Pose.

 

Janelas fechas e ar condicionado desligado

 

Com o calor do verão, é quase impossível pensar em dirigir com janelas fechadas e ar desligado, mas estes dois itens podem ser vilões do consumo de combustível. Gilberto Pose explica que, “principalmente nas estradas, com alta velocidade, dirigir com as janelas abertas pode aumentar o consumo do veículo em até 10%. Isso porque o ar que entra gera uma maior resistência aerodinâmica, exigindo que o carro gaste mais para vencer esta barreira”.

Já o ar condicionado nos carros aumenta em até 10% o consumo de combustível, pois é operado pelo motor. Nos carros com motores menos potentes, esse consumo é ainda maior e o desempenho do carro é comprometido. “Quanto menos cilindradas, mais esforço será exigido do motor para manter o carro rodando e o ar funcionando. Por isso alguns motoristas conseguem sentir a perda de desempenho ao ligar o ar”, afirma Pose. Lembre-se também de manter o filtro de ar sempre em dia, pois um filtro sujo reduz ainda mais o desempenho.

 

Pneus calibrados sempre

 

Quanto mais descalibrado, maior é a área de contato do pneu com o chão. E isso aumenta a resistência com o asfalto e o consumo de combustível. “Tenha sempre pneus calibrados conforme a indicação da montadora e se atente à carga do veículo. O ideal é calibrá-los toda vez que parar no posto para abastecimento. Não se esqueça do estepe”, recomenda Pose. Alinhamento e balanceamento em dia também são importantes, pois quando as rodas estão desalinhadas o veículo fica com seu peso mal distribuído, dificultando a direção e aumentando o consumo de combustível.

Comentários