Jetibá Online
Rádio Jetibá Online

13 de Dezembro de 2017 | Santa Maria de Jetibá, ES

Busque no Jetibá Online:



Notícias

Itarana ignora queda na receita e gasta R$ 350 mil em shows
Publicado 5 de outubro de 2017

 

 

Evento começa na próxima quinta e vai até domingo, com shows de Sambô, Carlos e Jader e Paula Fernandes. Receita do município vem caindo desde 2014

 

 

 

5077d038204265f9f664bfa9a98216bb

 

 

 

Mesmo com uma queda acumulada de 15% na receita desde 2014, a Prefeitura de Itarana resolveu investir com mais força na festa da cidade. O evento, que começa na próxima quinta-feira (5) e vai até domingo (8), contará com shows de artistas nacionais como Paula Fernandes, a dupla Carlos e Jader, o grupo Sambô e outras seis atrações.

 

 

 

No total, entre cachês e equipamentos de som, serão gastos R$ 350.233,33, segundo contratos publicados no Diário Oficial. A cifra representa 1,2% da receita da cidade. Em 2016, de acordo com dados da revista Finanças dos Municípios Capixabas, Itarana arrecadou R$ 28,976 milhões, sendo a 63ª cidade no ranking de volume de receita.

 

 

 

O evento, que terá entrada gratuita, celebra a 41ª Concentração Comunitária, Festa dos Itaranenses Ausentes e Feira do Agorturismo do município. Somente a atração principal, a sertaneja Paula Fernandes, receberá R$ 140 mil de cachê da prefeitura. Já o grupo Sambô ganhou um cachê de R$ 60 mil para tocar na cidade, enquanto que a dupla Carlos e Jader cobrou R$ 45 mil.

 

 

 

A festa também contará com uma grande – e cara – estrutura. No total, entre a locação de geradores, instalação de telões, iluminação e montagem de palco e camarins, vão ser gastos R$ 54.233,33. O cachê dos outros seis artistas locais equivale aos R$ 51 mil restantes do investimento.

 

 

 

A comemoração contrasta com a situação fiscal do município que perdeu R$ 5 milhões na arrecadação nos últimos dois anos, número que coloca a cidade entre as 15 piores receitas dos 78 municípios capixabas. Com uma economia voltada para a agricultura, a redução dos rendimentos da cidade se deve, principalmente, por conta da estiagem de chuvas, que prejudicou a produção rural.

 

 

 

70% da verba veio do Governo Federal, após emenda de deputado

 

 

A equipe do prefeito disse que parte dos recursos utilizados para bancar a festa são de um convênio de R$ 245 mil com o Ministério do Turismo. “As atrações nacionais foram todas bancadas por meio deste convênio, que nós recebemos via uma emenda parlamentar do deputado Lelo Coimbra (PMDB)”, explica o chefe de gabinete da cidade, Edvan Piorotti.

 

 

 

Além disso, o evento conta com um patrocínio de R$ 10 mil do Banestes, enquanto que o restante, R$ 95 mil, é custeado pelo próprio município com os recursos dos repasses dos royalties federais. Piorotti destaca que a Administração tem cortado despesas, a começar pela redução de 10% nos salários do próprio prefeito, Ademar Schneider (PRP), e dos secretários.

 

 

 

“É uma festa tradicional que gera riqueza não só para Itarana, como para o município vizinho de Itaguaçu. Os hotéis estão todos cheios e o comércio também está com uma movimentação maior. É um valor alto, mas que traz muitos benefícios para a cidade. Manteremos a cautela com os gastos e deveremos publicar um decreto nos próximos dias de contenção de despesas”, conta.

 

 

 

O deputado federal Lelo Coimbra informou, por nota, que “existem recursos disponíveis no Governo Federal para diferentes ações e áreas, como infraestrutura, saneamento, educação, saúde e, inclusive, específicas para eventos, nesse último caso, via Ministério do Turismo. As regras para a disponibilização desses recursos, que são específicos para esse fim, estão contidas na Portaria 39, de 10 de março de 2017, e todo o recurso é fiscalizado pelo próprio Ministério do Turismo para evitar qualquer irregularidade”.

 

 

 

 

 

Fonte: Gazeta Online

Comentários