Jetibá Online
Rádio Jetibá Online

21 de Setembro de 2019 | Santa Maria de Jetibá, ES

Busque no Jetibá Online:



Notícias

Pai acusado de sequestrar o filho em Santa Maria de Jetibá pode ficar até 5 anos preso
Publicado 2 de maio de 2019

divulgação-pc (1)Sim Noticias

 

Rodrigo de Carvalho Pinho, 38, acusado de sequestrar o próprio filho, Ravi Pyetro, de 10 meses, deve ser indiciado por três crimes. Quem deu essa informação foi o Delegado-Geral da Polícia Civil do ES, José Darcy Arruda.

 

No Espírito Santo, Rodrigo vai responder por descumprir a medida preventiva que o impedia de chegar perto da mãe de Ravi, Patrícia Paula Bull, 27, e a subtração de incapaz, que consiste na retirada de um menor de idade de quem possui a guarda desse indivíduo.

 

Já no estado de São Paulo, Rodrigo será indiciado por ameaça. Somando todas essas penas, ele talvez chegue a pegar cinco anos de prisão.

 

Ainda segundo o delegado, uma equipe de policiais civis do ES devem ir ainda hoje à São Paulo para trazer Rodrigo para que ele comece a cumprir pena.

 

Mãe sonha com reencontro

 

A mãe, Patrícia Paula Bull, que não vê o pequeno Ravi há 13 dias, agora sonha com o reencontro: “Não vejo a hora de colocar o meu filho no peito para mamar, porque eu sei que vai ser a primeira coisa que ele vai querer.”

 

A mãe, que mora em Santa Maria de Jetibá, interior do Espírito Santo, gravou um vídeo agradecendo a todos que a apoiaram:

 

Tô muito, muito feliz. Recebi a notícia de que acharam meu filho, o Ravi. Agradeço de coração a todo mundo que me deu uma força, me ajudaram nas orações. O delegado Diego me ligou agora e falou que acharam ele, que ele tá bem. Infelizmente o pai foi preso, mas foi a escolha que ele fez. Não vejo a hora de colocar meu filho de novo no peito pra mamar, porque eu sei que vai ser a primeira coisa que ele vai querer. Agradeço mesmo, de coração, a todos que oraram, que me deram força. Tinham momentos que eu não tava desistindo já e as pessoas me deram força”, disse ela.

 

Prisão

 

Patrícia disse que ficou sabendo que o filho havia sido encontrado através de uma ligação do delegado que investiga o caso no Espírito Santo. O pai do menino, Rodrigo Carvalho Pinho, foi preso pela Polícia Civil em uma casa na zona Leste de São Paulo.

 

Na terça-feira (29), policiais do Espírito Santo entraram em contato com a polícia de São Paulo pedindo ajuda. Os policiais do Departamento de Capturas foram até a casa da mãe de Rodrigo e descobriram que ele estava em outra casa, alugada.

 

O caso

 

Em visita à criança enquanto a mãe não estava em casa, ele levou o filho sem a autorização. “Ele levou apenas uma roupa, a certidão ele pegou, a caderneta de vacina, uma mamadeira e sumiu com o menino”, contou a mãe, a cabeleireira Patrícia Paula.

 

Patrícia mora com a mãe, o irmão e a filha mais velha do primeiro casamento, na zona rural de Santa Maria de Jetibá. Ela tinha uma união estável com Rodrigo.

 

O relacionamento durou menos de dois anos. No terceiro mês de gravidez, Patrícia procurou a polícia porque estava sofrendo agressões psicológicas, físicas e ameaças de morte.

 

A cabeleireira registrou três boletins de ocorrência. Há cerca de um mês conseguiu uma medida protetiva contra Rodrigo.

 

Rodrigo deixou um bilhete na cama dizendo para Patrícia não se preocupar e que jamais aceitaria ficar sem o filho. Também afirmou que, se ela retirasse o pedido na Justiça, poderia voltar. No dia seguinte ao bilhete, ele mandou uma mensagem no celular ameaçando se matar e matar o filho caso eles se separassem.

 

 

Informações: Sim Notícias e G1

 

Comentários