Jetibá Online
Rádio Jetibá Online

23 de Julho de 2018 | Santa Maria de Jetibá, ES

Busque no Jetibá Online:



Notícias

Policial militar é morto a facadas em Santa Maria de Jetibá
Publicado 6 de janeiro de 2018

 

 

O autor do crime, identificado como Joel Mungo, 41, o Chola, acabou preso

 

 

pm morto

 

 

Um cabo da Polícia Militar de 48 anos foi assassinado a facadas na frente de um bar, na noite desta sexta-feira (5), em Santa Maria de Jetibá, região Serrana do Estado. Uma câmera de videomonitoramente flagrou o momento do crime. Paulo Henrique Araújo estava saindo do local quando foi morto. O autor do crime, identificado como Joel Mungo, 41, o Chola, acabou preso. Segundo a polícia, os dois teriam uma rixa antiga, e tudo aconteceu após uma briga entre eles.

 

 

O cabo andava pela Rua José Muller, onde fica o bar, no momento em que foi esfaqueado, por volta das 21h20. De acordo com o comandante da 8ª Companhia Independente da PM, major Sérgio Luiz Anechini, que acompanhou o caso, Paulo Henrique era lotado nessa companhia e trabalhava em Santa Maria de Jetibá, mas desde agosto de 2016 estava afastado da função por causa de problemas com o alcoolismo.

 

 

Na noite desta sexta-feira, ele teria chegado no bar embriagado e xingado todas as pessoas que estavam no estabelecimento – nao há informações sobre quantas pessoas havia no local. Algumas delas acabaram conseguindo expulsá-lo de lá, e, assim que ele saiu, Joel chegou com um facão, se aproximou e começou a ferí-lo.

 

 

“Já havia uma rixa antiga entre os dois. Não sei o que é, mas seria algo envolvendo bebida. O bar é da família do acusado, e ele estava lá bebendo. Então quando o Paulo Henrique chegou lá alcoolizado e xingando, o Joel saiu, buscou um facão e o matou”, explicou o major.

 

 

 

Paulo Henrique foi atingido por várias facadas, e morreu na hora. Segundo o major, Joel fugiu de moto em seguida, mas, como voltou ao bar para ver o que havia acontecido após o crime, acabou preso. “Quando chegamos no bar, os próprios familiares do acusado afirmaram que ele que tinha matado o Paulo Henrique. Fizemos buscas na região mas uma viatura ficou no bar, e, quando ele voltou, foi preso em flagrante”, ressaltou o major.

 

 

 

O comandante acrescentou que Paulo Henrique atuava na PM há mais de 10 anos, e já havia sido internado duas vezes por causa dos problemas com alcoolismo. A última vez teria sido no final do ano passado, mas ele não se recuperou e voltou a beber. Já Joel tem passagem na polícia por ameaça.

 

 

 

Confira o vídeo

 

 

 

 

Fonte: Gazeta Online

Comentários