Jetibá Online
Rádio Jetibá Online

25 de Setembro de 2017 | Santa Maria de Jetibá, ES

Busque no Jetibá Online:



Notícias

Primeiro intercambio Internacional online de Xadrez aproximará presos brasileiros e americanos
Publicado 16 de maio de 2017

 

0928096a-a211-4b5e-af70-8129f887a022

 

 

 

 

A humanidade, secularmente, codificou que ações e transgressões que ferem seus códigos morais e éticos são passíveis de punições pelo Estado, e uma das formas mais drásticas de punição é a privação da liberdade, ou seja, o Estado de Direito assume a responsabilidade sobre a tutela do indivíduo apenado e se encarrega de proporcionar a sua ressocialização para o convívio social com direitos e deveres. Esta prática é quase que universal e um dos maiores desafios para os sistemas prisionais é estabelecer práticas e rotinas que possibilitem esta reinserção na sociedade. Muitos são os projetos e programas de ressocialização de sucesso e que tem proporcionado “ganhos reais” de mudanças de atitude e reflexão de valores morais entre os presos.

 

 

 

 

E um destes programas é a prática do jogo de Xadrez nos presídios. Este programa tem sido inserido em vários sistemas prisionais mundo afora como Brasil, Chile, EUA, Trinidad eTobago, El Salvador, Rússia, Itália, dentre outros. O programa brasileiro de maior visibilidade e reconhecimento internacional é o Programa Xadrez que Liberta que consiste na prática sistemática do esporte de xadrez nas unidades prisionais do Estado do Espírito Santo.

 

 

 

 

Idealizado pela Confederação Brasileira de Xadrez, Secretaria Estadual de Justiça/ES e Prefeitura Municipal de Santa Maria de Jetibá/ES, a partir de dois programas que foram premiados pelo Governo do Estado Espírito Santos em 2007 pelo sua prática inovadora.  O Projeto foi implantado no sistema prisional em Abril de 2008, e desde sua implantação está presente em 34 unidades do Estado do Espírito Santo e já atendeu mais de 21.000 indivíduos de ambos os gêneros. O Programa Xadrez que liberta é a junção do PROCHESS – Projeto de Xadrez Escolar da cidade de Santa Maria de Jetibá e Programa Trabalhador Preso da Diretoria de Ressocialização da Secretaria de Justiça do Espírito Santo. A prática do xadrez nas unidades prisionais reduziu significativamente a incidência de registro de violência entre os internos participantes e não participantes, bem como a redução do retorno dos egressos ao sistema prisional.

 

 

 

 

Este projeto utiliza o jogo de xadrez como ferramenta pedagógica no auxílio e desenvolvimento das habilidades cognitivas do processo ensino-aprendizagem e introduz por meio de suas regras, disciplina, atenção, raciocínio lógico, capacidade de tomada de decisão consciente, atenção e novos valores, utiliza-se as técnicas e ferramentas lúdicas do jogo, desenvolvendo nos individuo em privação de liberdade, a implementação de aspectos cognitivos e padrões morais e sociais, bem como o estimulo à perseverança, o exercício do livre arbítrio, a criatividade, a autoestima, a reflexão do binômio ação-reação, a internalização de normas e regras e a inclusão social.

 

 

 

 

Permite ao participante “traçar” novos caminhos, planejar suas ações pessoais e profissionais, enfrentar seus fracassos, viabilizando condições de superação de uma forma prazerosa e consciente. O Programa Xadrez que Liberta (Chess Brings Freedom project)  foi premiado em 2012 em Quebec, Canadá como o melhor projeto sócio-esportivo do mundo, através do Prêmio Spirit of Sport awards pela União das Federações Internacionais de Esporte.

 

 

 

 

A partir desta visibilidade e do sucesso do programa brasileiro, autoridades americanas do sistema prisional do Estado de Illinois solicitaram uma aproximação para troca de experiências entre o programa brasileiro e o programa desenvolvido nos presídios da cidade de Chicago – Illinois.

 

 

 

 

Após meses de trocas de informações e de planejamento resultou num Intercâmbio entre presos brasileiros (Complexo de Viana/ES) e americanos que estão inseridos neste programa esportivos de ressocialização, através de partidas de xadrez.

 

 

 

 

O GM Darcy Lima, Presidente da Confederação Brasileira de Xadrez destaca que o jogo online quebrará uma barreira de quase 9 mil quilômetros de distancia. “A barreira de 8.500 km que separam Viana da cidade americana de Chicago não vai ser obstáculo para a prática destes jogos e esta disputa ocorrerá de forma online, sem a necessidade de viagens, deslocamentos, infraestrutura ou gastos adicionais”, relata o Grande Mestre.

 

 

 

 

O Intercâmbio de xadrez internacional entre presos brasileiros e americanos acontecerá nesta quarta-feira dia 17/05/2017 a partir das 14hs (horário de Brasília) por uma plataforma online de jogos de xadrez e terá a supervisão e certificação da Confederação Brasileira de Xadrez e pela  Comissão Mundial de Projetos Sociais da Federação Internacional de Xadrez.

 

 

 

 

Informações à imprensa:  cbx@cbx.org.br

Comentários