Jetibá Online
Rádio Jetibá Online

21 de Setembro de 2019 | Santa Maria de Jetibá, ES

Busque no Jetibá Online:



Notícias

Santa Teresa recebeu Audiência Pública para elaboração do PPA e Orçamento 2020
Publicado 8 de julho de 2019

AUDIENCIA 1

 

 

Nesta sexta-feira (05), em Santa Teresa, mais de 100 moradores da Microrregião Central Serrana compareceram ao encontro com gestores do Governo do Estado, com os quais puderam dialogar e apresentar suas reivindicações.

 

 

A vice-governadora Jaqueline Moraes, ao abrir a reunião, lembrou que vem sendo cumprido pela atual gestão o prometido pelo governador Renato Casagrande. “Para obras que têm projeto pronto e lastro financeiro, a ordem do governador é ‘pé no acelerador’. Nada de olhar para o retrovisor e paralisar obra, porque isso só causa prejuízo à população”, disse ela.

 

 

Jaqueline Moraes destacou também a importância dos encontros presenciais. “Nós temos um planejamento. Nós sabemos onde estamos e sabemos onde queremos chegar. E para isso, temos que ter prioridades e, por isso, esse instrumento de controle social, o orçamento participativo. É importante construir um planejamento colocando os recursos e as prioridades ouvindo as pessoas. É importante reunir o conhecimento científico, técnico e empírico, porque ninguém conhece mais a sua região do que quem vive nela”, afirmou.

 

 

O secretário de Estado de Economia e Planejamento, Álvaro Duboc, destacou o fato de reuniões como as que estão sendo realizadas nas audiências públicas, e que vão até o dia 19 deste mês, serem “um momento rico, de oportunidade de o Governo do Estado ouvir a população e dar a ela informações e explicações sobre suas ações e projetos”.

 

 

Duboc fez questão de frisar a importância de os cidadãos registrarem suas propostas para elaborações do PPA e do Orçamento do ano que vem no site Orçamento em Rede (www.orcamento.es.com.br), que permanecerá no ar até o dia 23 deste mês de julho.

 

 

Várias autoridades dos municípios que compõem a microrregião Central Serrana compareceram ao evento realizado na Esfa: os prefeitos de Santa Teresa, Santa Leopoldina e Itarana além de vereadores e secretários municipais. Representando a Câmara de Santa Teresa estiveram presentes os vereadores Bruno Araújo, Fefeu Novelli, Josete Zottele, Delosmar Romagna, Gregorio Venturim, o assessor do prof. Giovane Prando, Eduardo José dos Santos, e o assessor do vereador Deloir Zanetti, Edmilson Pedrosa.

 

 

Áreas estratégicas

 

 

O site Orçamento em Rede apresenta desafios divididos em nove áreas estratégicas da gestão: Segurança em Defesa da Vida, Educação para o Futuro, Saúde Integral, Infraestrutura para Crescer, Gestão Pública Inovadora, Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Meio Ambiente, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Cultura, Turismo, Esporte e Lazer.

 

 

Ao acessar o site, o cidadão clica nos desafios e visualiza entregas sugeridas, selecionando aquelas que considere mais importantes para serem realizadas. Também pode, se desejar, escrever um texto com 200 caracteres, para apresentar nova proposta, além das sugeridas.

 

 

Pedidos

 

 

Na reunião presencial desta sexta-feira, gestores das áreas de Educação, Saúde, Turismo, Esporte, Agricultura, Meio Ambiente e Transportes e Obras Públicas, compuseram a mesa de diálogo com moradores. Um grupo ligado à Associação dos Moradores e Amigos do Centro de Santa Teresa (Amacest) levou a reivindicação para que seja realizada a obra de construção do contorno da cidade, sob o argumento de que Santa Teresa, primeira colônia italiana do Brasil, sofre com a passagem de caminhões que fazem o transporte de cargas pesadas, o que segundo moradores tem causado sérias avarias em imóveis e ao pavimento das vias.

 

 

Vice-presidente da Amacest, José Carlos Zamprogno também reivindicou o asfaltamento no trecho que liga a localidade de Cadeirão a Várzea Alegre, e a proibição de construções às margens das rodovias estaduais. Ele explica que em muitos locais, limites de recuo não são respeitados.

 

 

Antônio Neto Majevski, de Itaguaçu, registrou, por sua vez, pedido de compensação financeira, pelo Estado, para agricultores que cedem parte de duas áreas para construção de barragens coletivas. E também mais projetos de construção de caixas secas em locais em que não é possível construir barragem.

 

 

Além disso, Antônio Neto defendeu a criação de um programa para manutenção de regiões de serra com declividade acima de 30 graus. “Quem mora e produz nessas áreas enfrenta sérias dificuldades de acesso”, destacou.

 

 

Já Nilton Capaz quer que seja implantada a sinalização turística para beneficiar Santa Maria de Jetibá e todos os oito municípios da região dos imigrantes.

 

 

Fonte: Governo do ES

Foto: Leonardo Meira

 

Comentários